AVISO

PELO MUNDO

terça-feira, 6 de maio de 2014

Nova barragem Algodões vai custar R$ 93 milhões ao Piauí

O Governo do Piauí deve começar nas próximas semanas a construção da barragem Nova Algodões, no município de Cocal da Estação, 268 quilômetros ao Norte de Teresina (PI). O reservatório distará um quilômetro do antigo, que rompeu no final de maio de 2009, deixando nove mortos e milhares de desabrigados.

A licitação da obra foi vencida pelo consórcio Pirangi, nome do rio a ser represado, e conta com as construtoras Hidros e Jurema. A obra está orçada em R$ 93.302.345,57, com prazo máximo de dois anos de duração.
O presidente do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Elizeu Aguiar, já publicou o extrato do contrato, mas só expedirá a ordem de serviço para o início das obras após ser firmado termo de compromisso com o Ministério da Integração e o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), que serão parceiros no projeto.

Elizeu Aguiar iria na segunda-feira a Fortaleza (CE) para uma reunião no DNOCS, mas o encontro foi adiado por outros compromissos dos gestores do departamento nacional.
Ao Cidadeverde.com, Aguiar explicou que a nova barragem não aproveitará em nada a estrutura da antiga. Sua localização ficará mil metros abaixo do eixo antigo. "Inclusive já fizemos todo o levantamento da bacia com relação a desapropriações. Foram oito desapropriações e já transferimos o domínio para o Estado - uma do DNOCS, inclusive", explicou.

A capacidade da nova barragem será semelhante a antiga, cerca de R$ 50 milhões de metros cúbicos
Elizeu Aguiar disse ainda que a população já foi esclarecida sobre a obra. "Nós tivemos uma audiência pública no ano passado e você percebe o clamor da sociedade querendo a construção da barragem. Às vezes confundem a construção da nova barragem como tentativa de resolver o problema da barragem antiga, o que não é papel do Idepi".
Fonte: Cidadeverde.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS PELO OS COMENTÁRIOS DOS LEITORES