AVISO

PELO MUNDO

PESQUISE E ENCONTRE MAIS CONTEÚDO

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Casal foi passear de carroça e por ciúmes terminam se agredindo em Parnaíba


Os dois envolvidos foram conduzidos para o Pronto Socorro do HEDA
Após uma “discussão amorosa”, um homem e uma mulher se esfaquearam enquanto trafegavam em uma carroça pela Rua D, do Conjunto Morada da Universidade, no Bairro Frei Higino, em Parnaíba. De acordo com a Polícia Militar, o esfaqueamento foi flagrado e denunciado por populares que interviram na confusão do casal.
Segundo informações, populares ligaram para o Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM) de Parnaíba informando que uma mulher estava esfaqueando um homem em cima de uma carroça na Rua Governador Pedro Freitas, no Bairro Piauí. De imediato, uma guarnição do Ronda Cidadão, composta pelos Soldados Bruno Laurindo e Otaniel, se dirigiu até o local onde conseguiu intervir na confusão já na Rua D. De acordo com a Polícia, os próprios populares conseguiram conter o casal, antes mesmo da presença policial.



Ainda no local da ocorrência, o homem identificado por José Maria Pereira da Silva, de 45 anos, afirmou que sua companheira lhe esfaqueou sem motivos, e por isso ele chegou a revidar com uma facada na região abdominal lateral da mulher de nome Carmiane que, por sua vez, relatou que Zé Maria é usuário de drogas. Uma pá foi apreendida, mas a faca utilizada no esfaqueamento não foi encontrada. Os dois foram conduzidos para a Central de Flagrantes de Parnaíba, e em seguida encaminhados para o Pronto Socorro do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA).

No hospital, a mulher passou uma pequena intervenção cirúrgica e teve que ficar em observação, pois segundo o médico de plantão, a perfuração pode ter sido profunda, e dessa forma será realizado um exame mais complexo para averiguar a real situação da paciente. Já o homem, que sofreu lesões nos braços e no tórax, foi liberado após realizar curativos. O mesmo foi reconduzido para a Central de Flagrantes, onde deverá ficar detido até a conclusão das investigações.

Carroça pela qual o casal trafegava



Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS PELO OS COMENTÁRIOS DOS LEITORES