AVISO

PELO MUNDO

PESQUISE E ENCONTRE MAIS CONTEÚDO

quinta-feira, 31 de março de 2016

Menina de apenas 13 anos vive momentos de angústia depois de perder celular onde armazenava fotos íntimas

Um ano depois de perder um aparelho celular onde armazenava fotos de calcinha e sutiã, uma menina de apenas 13 anos vive momentos de angústia e constrangimento: o problema é que essas imagens foram parar no WhatsApp, e pior: junto com as fotos onde ela aparece seminua, publicaram também imagens de corpos nus que dizem ser da menor, embora não apareçam seu rosto.

A adolescente ficou muito abalada depois da publicação das mensagens: está angustiada e profundamente constrangida, inclusive, sofrendo bullying na escola e na rua. A jovem não tem facebook nem WhatsApp e quase não sai de casa, a não ser na companhia da mãe. Ela diz que as fotos nuas não são dela, e confirma somente as imagens onde aparece de corpo inteiro vestindo uma calcinha e sutiã. “Essas fotos nuas não sou eu, isso é montagem”, comentou a jovem.
Revoltado com o que fizeram com sua filha, o funcionário público Damião Miguel de Lima, que reside no Alto do Ginásio, em Itaporanga, procurou a delegacia na manhã desta quinta-feira, 6, e registrou uma queixa. A polícia começou a investigar o caso e vai fazer um rastreamento na rede WhatsApp para descobrir quem publicou e reproduziu essas imagens e quem também está com essas fotos no celular.
Tanto quem publicou quanto quem recebeu e repassou as imagens poderão ser punidos criminalmente, conforme a Lei Carolina Dickmann, que prevê detenção de três meses a um ano, e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS PELO OS COMENTÁRIOS DOS LEITORES